Categorias

Publicada por Copersucar 22/03/2021

Mercado de CBios avança e deve crescer ainda mais em 2021

Preocupado com as mudanças climáticas, o mundo caminha a passos largos para uma economia de baixo carbono. Nesse cenário, o mercado de Créditos de Descarbonização (CBios), instituídos pela Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio), está crescendo.

Criado pelo governo federal em 2017, o programa obriga as distribuidoras de combustíveis fósseis a comprar e aposentar os títulos gerados pelas produtoras de biocombustíveis como forma de compensar suas emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE). Cada CBio equivale a uma tonelada de poluentes emitidos que deixa de ser lançada na atmosfera.

Dados recentes da União das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica) revelam que a quantidade de CBios disponíveis para negociação na B3 alcançou 6,1 milhões no final de janeiro. O resultado é a soma do saldo excedente de 2020 com os títulos registrados no primeiro mês de 2021, o que representa 25% da meta de 24,86 milhões que as distribuidoras devem cumprir neste ano.

No ano passado, o primeiro de vigência do RenovaBio, foram gerados mais de 18,5 milhões de CBios, superando a meta de 14,89 milhões, dos quais 14,61 milhões foram aposentados (saíram de circulação). Cerca de três milhões, aproximadamente 18% do total, foi proveniente do etanol produzido nas 34 usinas sócias da Copersucar, certificadas no programa em 29 de junho.

O valor dos títulos, que no início da comercialização, em junho de 2020, era de R$ 20, chegou a R$ 70, mantendo-se em torno de R$ 40 durante o ano. “Sem dúvida, é um mercado competitivo e muito promissor, que vai se ajustando à medida que cresce a participação das distribuidoras”, avalia o chefe da mesa de commodities do banco Santander, Boris Gancev. “A expectativa é melhorar ainda mais em 2021, pois haverá mais oferta de CBios no mercado.”

A instituição, que firmou contrato com a Copersucar para escriturar os CBios emitidos pelas usinas sócias ainda no lançamento da safra 2019/2020, hoje é responsável por quase 80% das escriturações no mercado.

Usinas melhoram Nota de Eficiência Energético-Ambiental

A Copersucar está apoiando suas associadas produtoras de etanol no aperfeiçoamento da gestão dos indicadores ambientais do RenovaBio, para que melhorem a Nota de Eficiência Energético-Ambiental (NEEA) na recertificação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o que dá direito a emitirem e comercializarem mais CBios.

“O RenovaBio estimula melhorias de gestão, de rastreabilidade do produto e de aumento dos investimentos em tecnologia, tornando todo o processo produtivo mais eficiente”, pontua a gerente de Sustentabilidade e Meio Ambiente da Copersucar, Monica Jaén.  “Isso é positivo para as usinas, a companhia, a sociedade e o país, pois a redução de emissões poluentes, além de melhorar a qualidade do ar, contribui para que o país cumpra os compromissos assumidos no Acordo de Paris”, analisa, referindo-se à Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2015, a COP-21, realizada na capital francesa.

A COP-26, agendada para o início de novembro, em Glasgow (Escócia), deve aprofundar a regulação da precificação do carbono no mercado futuro, tornando o carbono uma commodity global.

0

Últimas notícias

30/11/2021
Copersucar doa equipamentos de armazenamento de vacinas para cidades da Bahia
Ação faz parte do movimento Unidos pela Vacina, destinado a municípios baianos com necessidades para a infraestrutura vacinal contra a Covid-19. ver mais
14/10/2021
Usinas investem em cogeração de energia limpa
Bagaço da cana-de-açúcar da produção de açúcar e etanol das usinas Jacarezinho e da Pedra, associadas da Copersucar, é utilizado para gerar energia. ver mais
30/09/2021
Copersucar é eleita a Empresa do Ano pelo prêmio Valor 1000
A Copersucar foi reconhecida, nesta quarta-feira (29), como a “Empresa do Ano” durante a 21ª edição do Prêmio Valor 1000. O ranking, homologado pela Escola... ver mais
21/09/2021
Usinas preservam mais de 121 mil hectares de vegetação, equivalente à área da cidade do Rio de Janeiro
A Copersucar, por meio de suas 34 associadas, atua na preservação ambiental, seguindo as melhores práticas produtivas de cana-de-açúcar. ver mais
26/08/2021
Setor sucroalcooleiro investe na redução de Gases de Efeito Estufa
Setor investe em tecnologia e práticas sustentáveis para aumentar a eficiência energética e mitigar a pegada de carbono. ver mais
05/08/2021
Copersucar é protagonista da economia de baixo carbono
Copersucar aumenta faturamento e reduz pegada de carbono. Na Safra 20/21, evitou a emissão de 2,4 milhões de toneladas de CO2eq na atmosfera. ver mais
19/07/2021
Mudanças climáticas exigem empresas sustentáveis
O diretor do INMET, Miguel Lacerda, aborda o RenovaBio, os biocombustíveis e as iniciativas para enfrentar os riscos climáticos. ver mais
05/07/2021
Grupo Cocal inicia produção de biogás em Narandiba (SP)
A fim de combater o aquecimento, o mundo está em busca de alternativas energéticas de baixa emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE). No Brasil,... ver mais