Categorias

Publicada por Assessoria de Imprensa 14/11/2019

Como o açúcar chegou ao Brasil

O açúcar nasceu na Ásia no século 5, atravessou continentes, já foi artigo de luxo na Europa e chegou ao Brasil no século 16, onde, até hoje, exerce importante papel na economia do país. Nesta série de reportagens, vamos contar um pouco dessa história.

Tudo começou quando os indianos conseguiram solidificar o xarope da cana-de-açúcar e transformá-lo em cristais granulados, semelhantes à areia grossa. Por isso, referiam-se ao açúcar como sharkara, que significa cascalho, em sânscrito. Quando os árabes chegaram lá, no século 7, aperfeiçoaram a tecnologia e tornaram o produto mais puro e branco. Traduziram o termo para o árabe, al-sukkar, que deu origem à palavra açúcar. Com as Cruzadas, os árabes espalharam o produto pelo Oriente Médio e pela Europa, no século 10 (confira no infográfico).

A professora do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), Vera Lucia Amaral Ferlini, diz que, no século 14, o comércio europeu sofreu com sucessivas pestes e guerras, só recobrando certo ritmo no século 15. “Mas, era urgente abrir novas rotas para obter especiarias, aumentar o fluxo monetário, ampliar a oferta de produtos e de mercados consumidores. Foi a época das grandes navegações e da conquista de territórios ultramarinos”, explica ela.

Em 1494, a assinatura do Tratado de Tordesilhas dividiu a América entre Espanha e Portugal. Em suas terras, a Espanha descobriu muita prata, aguçando a cobiça europeia. Exigiu-se que os portugueses ocupassem efetivamente seus territórios para ter direito à sua parte.

 Açúcar: solução para ocupar o Brasil

Conforme conta o livro “A Civilização do Açúcar”, de autoria da professora Vera Ferlini, manter o domínio sobre o Brasil tornou-se prioridade. Como era uma empreitada difícil e, economicamente, pouco atrativa, Portugal encontrou na agricultura uma fórmula para ocupar suas colônias e defender seus domínios sem onerar a Coroa. Para arcar com os custos do frete marítimo entre os continentes, só era viável produzir o que tivesse altos preços no mercado europeu. Mas, a Coroa Portuguesa tinha um trunfo: já tinha a experiência na produção do açúcar, com suas plantações na Ilha da Madeira e nos arquipélagos de Açores, Cabo Verde e São Tomé.

Assim, a escolha do açúcar era uma solução para a efetiva ocupação do Brasil. Portugal, além de possuir experiência em sua produção, dispunha de contatos comerciais que permitiam a colocação do produto no mercado europeu. Seu relacionamento com o mundo financeiro de então, principalmente com banqueiros genoveses e flamengos, abria-lhe linhas de crédito para os investimentos básicos, enquanto o Brasil possuía terras em abundância e o açúcar poderia ser produzido em larga escala.

Assim começou a relação do açúcar com o Brasil, país que se tornou o maior exportador mundial. Mas isso é história para os próximos capítulos da nossa série. Aguarde!

Últimas notícias

23/01/2020
Engenho dos Erasmos: marco histórico aberto a visitas guiadas
Na quarta reportagem da série sobre a história do açúcar no Brasil, você irá conhecer um pouco mais sobre a importância do Engenho dos Erasmos... ver mais
09/01/2020
A civilização do açúcar: características singulares estruturam as políticas no Brasil
Aqui continuamos a série sobre a história do açúcar no Brasil (leia as reportagens anteriores acessando os links no fim do texto). No Nordeste, a... ver mais
18/12/2019
Açúcar traça o caminho para a formação da sociedade brasileira atual
Nesta série sobre a história do açúcar no Brasil, já mostramos como ele chegou ao país. Agora, vamos contar um pouco mais sobre como o... ver mais
14/11/2019
Como o açúcar chegou ao Brasil
O açúcar nasceu na Ásia no século 5, atravessou continentes, já foi artigo de luxo na Europa e chegou ao Brasil no século 16, onde,... ver mais
15/10/2019
Etanol: consumo aquecido e produção recorde
A demanda por etanol hidratado segue aquecida neste Ano Safra 2019/2020, que teve início em abril, motivada pelo preço do combustível, que está mais atrativo... ver mais
27/09/2019
Mais qualidade de vida com o uso do etanol
Em 19 de setembro, o Brasil comemorou 40 anos da assinatura do Protocolo entre o Governo Federal e a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos... ver mais
04/09/2019
Energia de valor: vida longa ao etanol!
“Hoje, o etanol tem seu valor reconhecido e deve permanecer em nossa matriz energética por um bom tempo, já que é uma energia absolutamente limpa... ver mais
19/08/2019
O caminho do açúcar: o produto chega ao cliente
Encerramos a série de três reportagens sobre a trajetória do açúcar falando um pouco mais sobre o cliente? Após criteriosos processos de produção e logística,... ver mais