Categorias

Publicada por Copersucar 29/07/2020

RenovaBio: Copersucar certifica 100% de suas usinas sócias

Em 29 de junho, a Copersucar concluiu a certificação de 100% de suas usinas sócias produtoras de etanol na Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio). Essa ação vai ao encontro do objetivo da companhia, já que a sustentabilidade agrega valor ao negócio como um todo e, ao mesmo tempo, atende a uma demanda da sociedade, que espera essa postura das grandes empresas. 

O RenovaBio, que vigora desde janeiro de 2019, foca na redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), obrigando as distribuidoras que comercializam combustível fóssil a comprar Créditos de Descarbonização (CBios) gerados pelas produtoras, como forma de compensação. Juntas, as 34 associadas são capazes de emitir até seis milhões de CBios por ano, o que representa seis milhões de toneladas de poluentes a menos lançadas na atmosfera.

O processo de certificação pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) envolve uma análise do impacto ambiental em todo o ciclo de vida da produção de etanol, desde o canavial, calculado pela ferramenta RenovaCalc, que confere uma Nota de Eficiência Energética-Ambiental. Essa nota dá acesso aos CBios, que são títulos negociáveis na bolsa de valores.

Isso exige que as usinas reportem e comprovem diversos indicadores de sustentabilidade, como o consumo de diesel e fertilizantes, a cogeração de energia elétrica e o status do Certificado Ambiental Rural (CAR) das áreas próprias, de parceiros e de fornecedores.

Segundo a gerente de Sustentabilidade da Copersucar, Monica Jaén, durante o processo de certificação, as usinas passam a conhecer melhor detalhes de sua própria produção. “Pela primeira vez, as usinas que tiverem uma melhor gestão ambiental serão remuneradas por isso”, avalia Monica.

Com 93% da cana processada produzidas pelo próprio grupo econômico, a usina São Francisco, de Sertãozinho (SP), obteve nota 71,60 para etanol hidratado (álcool combustível), a maior entre os produtores de etanol certificados no RenovaBio. 

Segundo o coordenador de Gestão de Qualidade da usina, Márcio Comin, o diferencial é a cultura de cana orgânica. “Nesse sistema de produção não são utilizados fertilizantes nem defensivos químicos sintéticos, que costumam demandar muita energia fóssil para produzir e transportar”, explica. Além disso, muitas operações agrícolas da usina são substituídas por equivalentes que não consomem combustíveis fósseis, como, por exemplo, cultivos manuais em vez de aplicação de herbicidas.

Meta pós-certificação

Para ajudar as usinas a se certificarem, a área de Sustentabilidade da Copersucar promoveu diversos encontros e treinamentos, detalhando o programa e mostrando como inserir os dados na RenovaCalc. “Como as usinas já tinham familiaridade com outras certificações, foi relativamente fácil. O mais complicado era entender como usar a calculadora. Por isso, eles treinaram na prática, no próprio notebook”, conta o sócio da Agroicone, Marcelo Moreira, que participou da elaboração da RenovaCalc.

Moreira diz que a partir da certificação, a meta das usinas deve ser melhorar a nota de eficiência ambiental. “Elas já sabem identificar os pontos mais frágeis. Acredito que o maior desafio das usinas seja levantar as informações detalhadas dos seus fornecedores, que são pequenos produtores de cana-de-açúcar autônomos. Isso vai reduzir o default, que é uma nota padrão, geral, quando não se tem o dado exato. É mais uma questão de estreitarem o relacionamento com eles”, explica. “No mais, é investimento em tecnologia, como monitoramento por GPS e instalação de turbina para cogeração de energia, por exemplo.”

Últimas notícias

17/09/2020
Logística ferroviária e dutoviária reduz emissões de carbono
Abastecer os mercados interno e externo com açúcar e etanol exige uma complexa infraestrutura logística da Copersucar, que envolve terminais multimodais integrados por caminhões, trens... ver mais
14/09/2020
Zilor doa ventilador pulmonar de transporte para Quatá
A Zilor Energia e Alimento, um dos grupos econômicos sócios da Copersucar,  doou à Secretaria de Saúde do município de Quatá – SP, um aparelho ventilador... ver mais
04/09/2020
RenovaBio impacta positivamente a economia e os negócios da Copersucar
Um dos objetivos da Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio), instituída em 2017, é assegurar a previsibilidade ao mercado de combustíveis, induzindo ganhos de eficiência energética... ver mais
28/08/2020
Colaboradores da usina São José da Estiva recebem kit #NósCuidamos
A Usina São José da Estiva distribuiu aos colaboradores kits de proteção contra à Covid-19. Cada funcionário recebeu um frasco com álcool em gel; duas máscaras... ver mais
17/08/2020
Confiabilidade dos créditos de descarbonização é tema do segundo episódio do CoperCast
No segundo episódio do CoperCast,  João Roberto Teixeira, presidente da Copersucar, e Bruno Alves Pereira, gerente de Comunicação Corporativa e Relações Institucionais da companhia contam... ver mais
05/08/2020
Copersucar lança um novo canal de comunicação: o CoperCast
Para abordar temas relativos ao seu negócio e ao setor sucroenergético, a Copersucar lança seu podcast: o CoperCast. A plataforma de áudio é o novo canal... ver mais
29/07/2020
RenovaBio: Copersucar certifica 100% de suas usinas sócias
Em 29 de junho, a Copersucar concluiu a certificação de 100% de suas usinas sócias produtoras de etanol na Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio). Essa... ver mais
28/07/2020
Etanol: a pegada de carbono na fase industrial
Para fabricar biocombustíveis como o etanol, cumprir metas de sustentabilidade passou a ser obrigatório no Brasil, desde a entrada em vigor da Política Nacional de... ver mais