Categorias

Gestão de indicadores de eficiência energética e ambiental nas usinas Copersucar
Publicada por Copersucar 04/12/2020

Com foco na recertificação no RenovaBio, usinas padronizam indicadores de gestão ambiental

Gestão de indicadores de eficiência energética e ambiental nas usinas Copersucar

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) exige que as usinas de etanol certificadas no programa de incentivo aos biocombustíveis, o RenovaBio, façam o monitoramento anual de seus indicadores de gestão ambiental, para que não percam a certificação conquistada. Caso a Nota de Eficiência Energético-Ambiental (NEEA), que dá direito à emissão e comercialização dos Créditos de Descarbonização (CBios) na B3, caia 10%, é obrigatória a recertificação para atualização da nota.

As 34 usinas sócias da Copersucar são certificadas pelo programa e, atualmente, trabalham na organização e melhoria dos indicadores mensurados durante o ano de 2019. Como parte deste processo, algumas unidades produtoras já optaram pela recertificação em 2021, em razão do aumento de suas notas de eficiência.

A Copersucar continua trabalhando em conjunto com as usinas e, na visão da especialista em Sustentabilidade e Meio Ambiente da companhia, Maria Cláudia Trabulsi, esta ação conjunta é positiva. “Assim, poderemos avaliar, nas etapas de produção agrícola e industrial, as variáveis e comparar o desempenho, para analisar de que forma elas podem melhorar a gestão a fim de aumentar a eficiência e gerar valor para toda a cadeia”, avalia.

Melhoria contínua

O monitoramento exigido pela ANP auxilia na padronização de processos das 34 usinas, uma vez que a estruturação das informações para a auditoria de certificação envolve questões como a elegibilidade, o preenchimento de planilhas e calculadoras, além da organização de evidências, de forma a comprovar a variação das NEEAs de um ano para o outro.

Segundo o diretor Administrativo e de Projetos da Ambium Consultoria, Ronaldo Maranini, “o monitoramento anual incentiva as usinas a repensarem o impacto de seus processos agrícolas e industriais na cadeia produtiva e evoluírem constantemente para atingir uma eficiência energética cada vez maior”.

0
Tags: , , , ,
0

Últimas notícias

06/04/2021
Bioenergy from Sugarcane: o potencial do setor sucroenergético brasileiro
Lançado em 19 de março, com apoio da Ourofino Agrociência, o livro Bioenergy from Sugarcane apresenta ao mundo o potencial sustentável do setor sucroenergético brasileiro,... ver mais
22/03/2021
Mercado de CBios avança e deve crescer ainda mais em 2021
Preocupado com as mudanças climáticas, o mundo caminha a passos largos para uma economia de baixo carbono. Nesse cenário, o mercado de Créditos de Descarbonização... ver mais
08/03/2021
Copersucar e Instituto Crescer formam jovens empreendedores
A Copersucar e o Instituto Crescer desenvolvem nas cidades paulistas de Santos, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto o Programa Conecta, que oferece à... ver mais
05/03/2021
Copersucar promove live com especialista para reforçar orientações sobre a Covid-19
Após um ano do início das ações de combate ao coronavírus, a Copersucar convidou o médico e responsável pela área de Medical Affairs da Bayer para... ver mais
18/02/2021
As aplicações comerciais dos diferentes tipos de açúcar
Você sabia que rações animais, drágeas de medicamentos e aquele fluido utilizado para realçar a cor preta no pneu do carro contêm açúcar? Além de... ver mais
03/02/2021
Açúcar ou etanol: usinas decidem o que produzir
Quem acompanha o noticiário já percebeu que os mercados de açúcar e etanol são bastante dinâmicos. Ora está mais favorável a um, ora a outro.... ver mais
20/01/2021
Atualizado, Canal Ético ganha atendimento bilíngue
A Copersucar reformulou o seu Canal Ético e agora disponibiliza atendimento também em inglês, com a nova gestão da ferramenta pela ICTS. “Temos escritórios na... ver mais
22/12/2020
Ano de transformações
Em um ano tão desafiador como 2020, fica claro a importância do coletivo, pois foi a dedicação de nosso time e a parceria de toda... ver mais