Categorias

Publicada por Assessoria de Imprensa 18/02/2019

Por dentro do TAC: como é o dia a dia da Operação no maior Terminal Açucareiro da Copersucar

É de tirar o fôlego! As montanhas de açúcar que se formam nos amplos armazéns destinados para açúcar, com capacidade para estocar em torno de 200 mil toneladas do produto a granel, impressionam o visitante de primeira viagem ao Terminal Açucareiro Copersucar (TAC), em Santos (SP). Cabe ao auxiliar Tony de Jesus, entre outras tarefas, cuidar para que o açúcar seja estocado de forma a maximizar a ocupação dos armazéns contribuindo para a comercialização e logística da Copersucar.

Na terceira reportagem da série especial sobre o funcionamento do TAC, é possível ver mais detalhes do dia a dia do setor de Operação, a partir da visão de Tony.

O trabalho dele é acompanhar todo o processo de movimentação do açúcar, a partir do momento em que o produto é recebido nas moegas, armazenado, até chegar à área de embarque no Porto de Santos. A moega é uma espécie de grelha no chão, por onde o açúcar a granel é descarregado do vagão ou da caçamba de caminhão diretamente para esteiras transportadoras, localizadas no subsolo. Nesse processo, o produto é transportado por elevadores, esteiras transportadoras e trippers.

Além de garantir o bom funcionamento de todos os equipamentos no TAC Santos, Tony tem de posicionar o tripper para o local do armazém onde será descarregado o açúcar. O tripper é uma espécie de grande funil quadrangular, que se desloca sobre toda extensão da esteira, por onde o açúcar escoa. Conforme a montanha branca aumenta, ele tem de redirecionar a máquina, para aproveitar bem o espaço do armazém.

Na etapa seguinte, ele faz um check list, para se certificar de que as esteiras estão alinhadas e que não há nenhum impedimento para a circulação normal da carga. Quando surge alguma anormalidade, dependendo da situação, ele informa ao Centro de Controle Operacional (CCO) para o devido direcionamento junto à equipe de manutenção. “Mas, se noto algo que possa comprometer a operação, peço que eles cessem imediatamente o processo”, afirma. Tony também cuida da limpeza nas esteiras, em especial, quando há troca de produto – existem vários tipos de açúcar –, para que um não contamine o outro.

Conheça também: Como é o dia a dia da manutenção elétrica no maior Terminal da Copersucar em Santos

 

Planos para a carreira na Copersucar

Aos 37 anos, o santista vem construindo sua história na Copersucar desde 2003, quando começou a trabalhar como auxiliar I, cuidando dos processos de recebimento de carga nas moegas, já no setor de Operação do TAC. No atual cargo, como auxiliar III, cumpre jornada diária de seis horas, em diferentes horários – são quatro turnos, com duas folgas a cada sete dias de trabalho. Em sua equipe, são 17 auxiliares I, quatro auxiliares II e oito auxiliares III.

A rotina é intensa, e a responsabilidade é muita. Mas, Tony gosta. “Tudo que envolve navio me encanta. E quando termino o trabalho, com a certeza de que o embarque foi realizado no prazo, dá uma sensação incrível de dever cumprido!”, orgulha-se.

Casado e pai de Nicholas (12 anos), Arthur (11 anos) e Ana Beatriz (10 anos), ele quer fazer faculdade na área de logística e aprender inglês. “Quem sabe, no futuro, eu possa interagir com as equipes estrangeiras dos navios que chegam ao Terminal Copersucar”, planeja.

 

A grandiosidade do Terminal Copersucar em Santos

Dotado de equipamentos modernos e atualizados tecnologicamente, e de processos de gestão em linha com as melhores práticas do mercado, o Terminal Açucareiro Copersucar (TAC) funciona 24 horas, sete dias por semana, movimentando, em média, 36 mil toneladas diárias de açúcar a granel. Sua capacidade estática de armazenagem é de 300 mil toneladas e os três shiploaders (carregadores de navio) conseguem embarcar até 5,4 mil toneladas por hora, nos navios que zarpam do maior porto exportador de açúcar da América Latina rumo ao Oriente Médio, Norte da África e Ásia, entre outros países. Hoje, sua capacidade de embarque alcança 8,5 milhões de toneladas por ano – também escoa soja e milho, em menor escala. Em novembro último, o TAC bateu o recorde de embarque em um só navio: 82.330 toneladas, em uma operação que durou 49 horas.

Conheça também a reportagem: Por dentro do TAC: como é o dia a dia no maior Terminal Açucareiro da Copersucar em sua Rotina de Segurança do Trabalho

 

 

Últimas notícias

04/09/2019
Energia de valor: vida longa ao etanol!
“Hoje, o etanol tem seu valor reconhecido e deve permanecer em nossa matriz energética por um bom tempo, já que é uma energia absolutamente limpa... ver mais
19/08/2019
O caminho do açúcar: o produto chega ao cliente
Encerramos a série de três reportagens sobre a trajetória do açúcar falando um pouco mais sobre o cliente? Após criteriosos processos de produção e logística,... ver mais
05/08/2019
O caminho do açúcar: logística conecta o campo ao mundo
Na segunda reportagem da série especial sobre o caminho que o açúcar percorre desde que deixa o campo até ganhar o mundo, abordaremos a comercialização... ver mais
24/07/2019
Do campo ao consumidor: o caminho do nosso açúcar
O caminho percorrido pelo mais doce dos insumos, desde o canavial até o cliente, é mais complexo do que parece. É por isso que vamos... ver mais
27/06/2019
RenovaBio: menos poluentes, mais investimentos para o setor agrícola
Aumento de demanda por biocombustíveis deve aumentar produtividade agrícola e atrair mais investimentos para setor de etanol ver mais
11/06/2019
Cana-de-açúcar ganha força como matriz sustentável na geração de eletricidade
Produção de energia elétrica a partir da cana-de-açúcar ganha força no Brasil e Usinas Sócias da Copersucar têm papel de destaque ver mais
24/05/2019
Programa Família Presente: crianças visitam Terminal e tornam-se multiplicadores da cultura de segurança Copersucar
Se para um adulto as operações do Terminal Açucareiro Copersucar TAC impressionam, aos olhos de uma criança as montanhas de açúcar no armazém ou o grande... ver mais
12/03/2019
Por dentro do TAC: como é o dia a dia do Centro de Controle Operacional no maior Terminal da Copersucar
“Somos o coração e o cérebro do Terminal da Copersucar em Santos.” Assim o programador Yury dos Santos Nunes, 31 anos, costuma definir o Centro... ver mais