Categorias

Desde 2003 os carros no Brasil tem a opção do motor flexfuel
Publicada por Copersucar 20/03/2018

Motores flex: 15 anos de benefícios para o consumidor

Desde 2003 os carros no Brasil tem a opção do motor flexfuel
Desde 2003 os carros no Brasil tem a opção de motor flexfuel para aquisição

Neste ano de 2018 o Brasil completa 15 anos de benefícios contínuos com os combustíveis renováveis para o consumidor. Em 2003, a indústria automobilística lançava os motores que aceitam tanto o etanol quanto a gasolina, com o modelo Gol Power 1.6 Total Flex. Foi mais um passo importante para a adoção no País de uma matriz energética mais sustentável, com consequente diminuição da dependência dos combustíveis fósseis.

Os carros movidos a etanol circulam no Brasil desde os anos 1970, quando foi instituído o Proálcool, mas o incremento no consumo do derivado de cana só foi possível pela melhoria tecnológica do software de controle de injeção eletrônica dos veículos, que passaram a responder adequadamente a cada mistura de combustível. Ao longo dos anos seguintes, todas as montadoras passaram a disponibilizar modelos com o motor flexfluel, capazes de rodar tanto com etanol quanto com gasolina, em qualquer proporção de mistura.

Cresce a eficiência energética

O desempenho do motor com o etanol só melhorou desde então. No estudo mais recente, feito pelo Instituto Mauá de Tecnologia, com o apoio da UNICA (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), foi registrado que a eficiência energética do álcool em relação à gasolina comum pode chegar a 75,4%.

Como referência, os valores encontrados para estes mesmos modelos de veículos no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) ficaram entre 66,7% e 72,1%. Vale destacar que o PBEV utiliza como padrão a gasolina com 22% de etanol anidro,teor de mistura vigente quando o programa foi instituído. Hoje, a gasolina C, vendida ao consumidor nos postos de abastecimento, contém 27% de etanol.

Desde a introdução da tecnologia flexfluel, mais de 30 milhões de veículos que podem rodar tanto com etanol quanto com gasolina foram vendidos no mercado brasileiro, e hoje eles compõem mais de 70% dos automóveis leves licenciados no País por ano. A expectativa é que o etanol esteja ainda mais presente no dia a dia dos consumidores com a implantação do RenovaBio, nova política para incentivar a produção de biocombustíveis e cumprir as metas de descarbonização do Acordo de Paris (conheça mais clicando aqui).

Flex cresce pelo planeta

No mundo, a opção flex também é cada vez mais procurada. Na França há uma corrida por kits de conversão do motor para que aceitem o etanol, e a previsão de aumento de consumo em um ano é de 25%. Com isso, espera-se que os consumidores economizem uma média de 500 euros (cerca de R$ 2 mil reais em março/2018) por ano, segundo a agência Reuters.

A Suécia é outro grande mercado na Europa. Já nas Américas, além do Brasil, os motores flex estão presentes nos Estados Unidos, principalmente na região Centro-Oeste do país, como opção no mercado desde os anos 1990, e média nacional de mistura de etanol à gasolina é de 10%.

+2

Últimas notícias

14/10/2021
Usinas investem em cogeração de energia limpa
Bagaço da cana-de-açúcar da produção de açúcar e etanol das usinas Jacarezinho e da Pedra, associadas da Copersucar, é utilizado para gerar energia. ver mais
30/09/2021
Copersucar é eleita a Empresa do Ano pelo prêmio Valor 1000
A Copersucar foi reconhecida, nesta quarta-feira (29), como a “Empresa do Ano” durante a 21ª edição do Prêmio Valor 1000. O ranking, homologado pela Escola... ver mais
21/09/2021
Usinas preservam mais de 121 mil hectares de vegetação, equivalente à área da cidade do Rio de Janeiro
A Copersucar, por meio de suas 34 associadas, atua na preservação ambiental, seguindo as melhores práticas produtivas de cana-de-açúcar. ver mais
26/08/2021
Setor sucroalcooleiro investe na redução de Gases de Efeito Estufa
Setor investe em tecnologia e práticas sustentáveis para aumentar a eficiência energética e mitigar a pegada de carbono. ver mais
05/08/2021
Copersucar é protagonista da economia de baixo carbono
Copersucar aumenta faturamento e reduz pegada de carbono. Na Safra 20/21, evitou a emissão de 2,4 milhões de toneladas de CO2eq na atmosfera. ver mais
19/07/2021
Mudanças climáticas exigem empresas sustentáveis
O diretor do INMET, Miguel Lacerda, aborda o RenovaBio, os biocombustíveis e as iniciativas para enfrentar os riscos climáticos. ver mais
05/07/2021
Grupo Cocal inicia produção de biogás em Narandiba (SP)
A fim de combater o aquecimento, o mundo está em busca de alternativas energéticas de baixa emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE). No Brasil,... ver mais
22/06/2021
Copersucar apresenta faturamento recorde na Safra 2020/2021
Na manhã desta terça-feira (22), executivos da Copersucar apresentaram os resultados da safra 2020/2021  para representantes de instituições financeiras e seguradoras em um encontro online.... ver mais